Bem-vindos abençoados leitores!

Nosso objetivo é estudar e divulgar artigos para reflexão de todos aqueles que tem no sentido de tua existência: fazer o bem e seguir aquele que é a essência do verdadeiro amor e santidade: Jesus Cristo! Abraços em Cristo!








asjhasjhajs
asjhasjhajs
asjhasjhajs
asjhasjhajs

Renato Silveira, lança 2ª edição do livro sobre Maria! Saiba mais, clicando na imagem.

Renato Silveira, lança 2ª edição do livro sobre Maria!  Saiba mais, clicando na imagem.
Livro: Quem é Maria para nós?

terça-feira, 1 de abril de 2014

3º Dogma: Imaculada Conceição


Imaculada conceição – Imaculada significa sem máculas, ou seja, sem manchas, o que consiste em crermos que Maria já foi concebida sem o pecado original (origem = nascimento), como uma redenção "preventiva", ou seja, não precisando do batismo. Ela não podia estar em pecado para receber Jesus em seu ventre e amamentá-lo em seu seio virginal. O próprio Deus a preparou para ser seu sacrário, nenhum bom arquiteto faria pra si mesmo uma casa que habite o inimigo. Esse dogma foi declarado em 1854 e é festejado no dia 8 de dezembro. Há dois versículos bíblicos que nos provam este dogma. Primeiro podemos nos apoiar no evangelho de Lucas (Lucas 1 , 28), nas palavras do anjo, já podemos constatar a imaculada conceição de Maria, pois ela foi agraciada por Deus para que O Próprio habitasse em seu ventre: “Ave cheia de graça, o Senhor é contigo”. Em português, essa saudação pode nos parecer “normal”, mas em grego (que é a língua em que o novo testamento foi escrito) o anjo chama Maria de kecharitomene, o que significa plena da graça, agora e sempre, em um sentido amplo, de plenitude - segundo os dicionários de gramática grega do novo testamento; de Harvard (H. W. Smyth, Greek Grammar [Harvard Univ Press, 1968], p. 108-109, sec 1852:b;) e também Blass and DeBrunner, (p. 175).
No outro versículo, em Gênesis 3,15, Deus promete à serpente 
(que simboliza o demônio) que colocará ódio entre ela e a mulher, entre a descendência da serpente e a da mulher. Esse ódio e separação, não seriam tão perfeitos se em Maria ainda habitasse alguma mácula da serpente. A partir daqui, Deus já preparava Maria e sua descendência, aquela que veio cheia da graça para trazer ao mundo o redentor Salvador. A descendência de Maria é a partir de Jesus, logo passando para João (João 19,27) e a todos nós. Maria já estava no plano da redenção, ela é mãe de todos os redimidos (Eva dos viventes).

Aparição de Nossa Senhora em Lourdes

Para confirmar ainda mais a palavra de Deus, em 1858 (quatro anos depois da definição dogmática) ocorreu uma das aparições mais famosas de Maria em Lourdes na França, que ela revelou-se à Santa Bernardette com as seguintes palavras: “Sou a imaculada Conceição”. Diante destes fatos efetiva-se o dogma da imaculada conceição da mãe de Jesus. Afinal, é pelo fruto que conhecemos a árvore(Mateus 12, 33). O mérito de Maria ter sido imaculada é unicamente de Cristo, pois por conta Dele que Ela foi concebida sem pecado: “meu espírito exulta de alegria em Deus, meu SALVADOR” (Lucas, 1, 47).

Autor: Renato Silveira
autor do Blog Cotidiano Espiritual

Leia também:


1 comentários:

Vitor Ribeiro disse...

Este é um lindo dogma e um lindo artigo.

 
Cotidiano Espiritual. Design by Wpthemedesigner. Converted To Blogger Template By Anshul Tested by Blogger Templates.