Bem-vindos abençoados leitores!

Nosso objetivo é estudar e divulgar artigos para reflexão de todos aqueles que tem no sentido de tua existência: fazer o bem e seguir aquele que é a essência do verdadeiro amor e santidade: Jesus Cristo! Abraços em Cristo!








asjhasjhajs
asjhasjhajs
asjhasjhajs
asjhasjhajs

Renato Silveira, lança 2ª edição do livro sobre Maria! Saiba mais, clicando na imagem.

Renato Silveira, lança 2ª edição do livro sobre Maria!  Saiba mais, clicando na imagem.
Livro: Quem é Maria para nós?

terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

Graça e Livre Arbítrio

"Criaste-nos para vós Senhor e o nosso coração não descansa enquanto, não
repousar em vós"
S. Agostinho

Antes de mais deixem-me que me apresente, pois antes nunca o tinha feito. O meu nome é Vítor Ribeiro, 34 anos, português, ex-ateu.   Ateu até aos 28 anos de idade. 

Acho que é assim, sempre.  As conversões acontecem quando olhamos para nós mesmos, para dentro de nós mesmos e vemos que não encontramos a solução que precisamos, porque não somos completos.  Uso a palavra completo em vez de perfeito,  embora sinônimos,  porque vai mais de acordo com o que quero transmitir.  Não somos completos, porque precisamos de Deus, para o ser.  Só com Deus seremos de fato completos, porque viemos dele e para ele havemos de voltar. Como diz S. Agostinho: "Criaste-nos para vós Senhor e o nosso coração não descansa enquanto, não repousar em vós". Só Deus é de facto completo, pois para existir, não necessita de mais ninguém, além dele mesmo. Esta necessidade não toma a forma de um bem estar, mas de uma lei natural, que nos vai sempre acompanhar ao longo da vida. Onde poderemos repousar senão em Deus? Onde depois de termos falhado em tudo na nossa vida, depois de termos perdido a confiança em nós mesmos, em quem podemos verdadeiramente confiar? Noutro homem, falível como nós?

S. Tomás de Aquino através das suas 5 provas de que é necessário que exista Deus diz também que é necessário que exista um ente que seja perfeito. Senão existisse como poderia o homem recomeçar a sua vida, depois de ter perdido a esperança nele mesmo e nos outros homens falíveis, pegar na sua Cruz e seguir Jesus.  Por Deus ser de facto completo é o único em quem podemos confiar, porque é impossível que deixe de existir (ao contrário do homem que desprovido totalmente de Deus, deixa de existir) e por isso tal como S. Tomás de Aquino também eu afirmo é necessário, embora não evidente, que Deus exista.

Para seguir Jesus é de facto necessário a graça.  Ela é a base que sustenta todo o livre arbítrio.  Isto foi dito mais ou menos assim há pouco tempo pelo Papa. Sem graça não somos livres, sem livre arbítrio, não podemos usufruir em toda a plenitude da graça. É Jesus que nos diz:
"Sem mim nada podeis fazer".
Por vezes ao ler a bíblia ficamos intrigados com esta e outras frases e uns caem no erro da predestinação incondicional, ou seja é tudo graça, outros no erro do pelagianismo, ou seja é tudo livre arbítrio, quando na verdade o Senhor nos fala das duas, como uma interagindo com outra.  Ao longo desta minha caminhada cristã lutei no meu pensamento tentando perceber isto, pois de facto não queria ser predestinado a nada, mas também não queria ser deixado ao abandono das minhas decisões. Foi então que percebi mais ultimamente, que se o homem vai a caminho de Israel, precisa de braços, pernas e acima de tudo inteligência, para decidir onde virar no caminho. Isso é tudo graça e por isso sem ela, "nada podeis fazer".  Inclusivamente se o homem não for livre, para decidir e for escravo do pecado, passará por muitas casas de alterne e a nenhuma resistirá, a nenhuma poderá dizer não, mas pela graça que Deus lhe dá, ele é livre para dizer sim ou não, a essas casas de alterne e assim chegar ou não a Israel. Ou seja a Graça não força a uma resposta, mas dá antes a possibilidade de escolher e por isso o livre arbítrio é necessário para que amemos a Deus com total liberdade e possamos finalmente chegar a Israel.

Com amor e tentando alcançar a verdade do espírito de Deus,
Vítor Ribeiro
Veja também:

2 comentários:

Vecchio, L. disse...

Deus seja louvado por esse artigo, Vitor. Confesso que hj vc me esclareceu algumas dúvidas que ainda havia sobre esses dois quesitos. Que a graça de Deus continue a lhe conduzir pelos caminhos do amor de Cristo!

cotidiano disse...

Parabéns Vitor!! Belo artigo e testemunho, bom e esperançoso paa a pessoas que ainda não tem Deus no coração

 
Cotidiano Espiritual. Design by Wpthemedesigner. Converted To Blogger Template By Anshul Tested by Blogger Templates.